sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Os elogios rápidos podem ser perigosos...


Um velho aproximou-se do grupo que estava reunido em torno de Al-Yajihi.
Durante muito tempo, ficou escutando o que o sábio ensinava e no final,
comentou com um dos discípulos:
“Eis um homem que tem a sabedoria de Deus! A tarde de hoje ficará
marcada para sempre em meu coração!”
Animado, o discípulo foi contar para o mestre. Al-Yajihi, porém, não deu
importância as palavras do velho, comentando:
“Muito cuidado com os elogios rápidos. Aqueles que, na primeira tarde, são
capazes de ver qualidades que não tens, também rapidamente descobrem
defeitos que nunca possuístes”.
Por Paulo Coelho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

“Não é o poder que corrompe o homem. O homem é que corrompe o poder”!