Um blog para você refletir...

O melhor design da região...

O melhor design da região...
Rua Senador João Câmara, 239, Centro, Santa Cruz/RN

quinta-feira, 31 de março de 2016

Humor...

PMDB começa a entregar cargos do Governo Federal

exoneração
Após o rompimento do PMDB com o governo Dilma Rousseff e a pressão de aliados da base governista para que peemedebistas entregassem os cargos, o partido começou a entregar os cargos. O Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (31) começou a trazer as primeiras exonerações de pessoas ligadas ao ex-ministro Henrique Alves.

A primeira exoneração ligada a Henrique foi a de Walter Gomes de Sousa, que deixou hoje o cargo de diretor-geral do Departamento Nacional de Obras contra a Seca (Dnocs). Outra exoneração peemedebista foi a de Rogério Abdalla do comando da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Rogério é ligado ao vice-presidente Michel Temer.
Pelas informações que o blog teve acesso, o PMDB tem cargos em vários órgãos federais no RN: Conab, Codern, Funasa, INSS e Dnocs. Mais de 100 cargos pelo que consta.
BBG

Prazo final para filiação partidária de candidatos às Eleições 2016 termina neste sábado (2)

d908b15b-a4ad-4da9-96a5-cdf020d835adAqueles que pretendem se candidatar a prefeito, vice-prefeito ou vereador nas Eleições Municipais de 2016 devem estar com a filiação aprovada pelo partido político até este sábado (2). Isso desde que o estatuto partidário não estipule um prazo superior de filiação.
O artigo 9º da Lei das Eleições (Lei n° 9.504/97) estabelece que o candidato deve possuir domicílio eleitoral, na circunscrição onde irá concorrer, um ano antes do pleito, pelo menos. Afirma ainda que deve estar com a filiação aprovada pelo partido, no mínimo, seis meses antes da data da eleição. Antes da Reforma Eleitoral de 2015 (Lei nº 13.165), o postulante a candidato deveria estar filiado ao partido pelo menos um ano antes da eleição.
RP

Cervejaria polonesa quer fabricar bebida com bactéria vaginal

MODELOHá dezenas de ingredientes bizarros utilizados na fabricação de cervejas artesanais, mas uma cervejaria polonesa lançou um financiamento coletivo para fabricar uma bebida polêmica: pretende usar na fórmula uma bactéria vaginal.
Segundo sites especializados, como o “Beer Advocate”, a cervejaria “The Order of Yoni”, com sede em Varsóvia, quer fabricar uma receita utilizando bactérias ácido-láctica retiradas da vagina da modelo tcheca Alexandra Brendlova.
A empresa espera levantar 150 mil euros (R$ 613 mil), através da campanha no site IndieGoGo, para produzir a bebida. Cada garrafa da cerveja será numerada. Até as 12h desta quarta-feira (30), a campanha tinha arrecadado apenas 11 euros.
Barba
Em 2012, uma cervejaria do estado do Oregon (EUA), a tradicional Rogue Ales, desenvolveu uma bebida que levava, entre os ingredientes, fios da barba de seu mestre cervejeiro John Maier. A bebida foi vendida, inclusive, no Brasil.
G1


Lula desanima e Impeachment de Dilma é inevitável

Caso Lula siga mostrando dúvida em relação à possibilidade de derrotar o impeachment, Dilma Rousseff já pode dar a queda como certa. A avaliação é do dirigente de um dos principais partidos no Congresso. Ele avalia que o governo ainda pode ter 182 votos para evitar o impedimento (são necessários 171). Desde que, além de distribuir cargos, faça campanha intensa para convencer deputados de que ainda há chance de vitória. O desânimo de Lula não ajuda.
TROCO
O dirigente fez conta na ponta do lápis. Além de 97 parlamentares de partidos como PT e PC do B, o “núcleo duro” do governo, Dilma poderia contar com 8 votos no PMDB, 27 no PP, 20 no PR e 22 de partidos nanicos. O PSD de Gilberto Kassab compareceria com apenas 8 deputados, numa mostra de que o amplo espaço dado a ele em quase nada ajudou o governo.
Mônica Bergamo, Folha de São Paulo

Atriz global diz que curte sexo a três, mas em casa: ‘Nojinho de clube de swing’

5nhhgnLaura Keller foi educada por uma mãe séria que também era a sua professora na escola de padres onde estudava, em Porto Alegre. Por causa da educação rígida e controlada que teve em casa, a atriz lembra que até hoje, sempre quando coloca para fora seus fetiches e desejos no sexo, bate uma crise de moral. Mas ela assegura que é rápida. Dá e passa.
Para Laura, o que deve ser considerado imoral é fazer mal aos outros. “As pessoas têm que parar de encarar o que acontece no sexo como coisa de vagabunda. Sexo é a coisa mais antiga do mundo. Antigamente rolavam as maiores orgias. O que a gente não pode é desrespeitar e fazer mal ao próximo”, acredita.
A atriz de “Pé na Cova” fala também sobre o vídeo íntimo que vazou na internet, onde era incentivada pelo marido, o empresário Jorge Sousa, a beijar outra mulher. “Agora vamos segurar um pouquinho (com as filmagens durante o sexo). Fiquei meio traumatizada, mas em breve vai rolar. A gente tem vontade. As meninas com quem me relaciono são amigas que também estão a fim de ficar comigo. Elas mostram interesse. Com outro homem não rola. Nunca transei com dois homens, mas quem sabe? Não é impossível, claro que não. Imagina! Eu não transo com mulheres? Nada é impossível. É normal!”.
Sexo a três tudo bem. Mas não em clube de swing. “Gosto de fazer na minha casa, na minha cama, com os meus lençóis, com o meu cigarrinho, com as minhas camisinhas. Meu quarto tem uma luz azul incrível que faz o lugar parecer um iglu. Tenho nojinho desses lugares de swing”.
Segundo ela, o momento do dia em que mais sente tesão é na hora do almoço. Quando o marido não está em casa, Laura tem um jeitinho especial para matar o desejo. Ela acessa pelo celular uma página de sexo pornô. “Como o Jorge viaja muito, mando para ele os vídeos que estou assistindo e ele fica louco! Mas quer saber? Sou uma mulher muito prática. Às vezes curto mais me satisfazer sozinha mesmo.”
Fetiches e fantasias são realizadas sem preconceitos por Laura e Jorge. Ela lembra que já transou com ele em banheiros de deficientes nos aeroportos de Los Angeles, nos EUA, e no de Maceió. Com ele já rolou até sexo na rua sem roupa. “Estávamos em uma balada em Ilha Grande e deu tesão. Depois de o Jorge beber todas, fomos para um beco, tiramos a roupa e fizemos sexo lá mesmo. Ele até perdeu a blusa novinha…”.
EGO – Globo

Em defesa da cultura...

Dilma convida 300 prefeitos, mas somente 8 comparecem em evento

ter prefeito
“A presidente Dilma enfrenta dificuldade até para reunir representantes da parcela de 10% da população que, segundo o Ibope, ainda a apoia. Em mais um comício no Palácio do Planalto, ontem, a pretexto de lançar a terceira fase do “Minha Casa, Minha Vida”, apareceram apenas oito dos cerca de 300 prefeitos convidados, para espanto do cerimonial, que teve de se virar para juntar gente e fazer volume. (…)
A maioria dos 300 prefeitos ausentes eram do PMDB. Neutralizaram a jogada malandra para atribuir a ruptura com Dilma à cúpula do partido.
Para preencher as cadeiras vazias, no “comício” do Planalto, foram chamados às pressas sindicalistas da CUT e militantes do PT.”
RP

Lindo...

Sessão da comissão do impeachment termina em empurrões entre deputados

O deputado Weverton Rocha (PDT-MA) discute com o presidente da Comissão Especial do Impeachment, deputado Rogério Rosso (PSD-DF),com o relator Jovair Arantes (PTB-GO), e com deputado Arnaldo Faria (PTB-SP), antes do início do depoimento do jurista Miguel Reale Júnior, em Brasília, nesta quarta-feira (30)
As discussões na comissão do impeachment chegaram ao mais elevado nível de tensão nesta quarta-feira. Desde o início, a sessão que ouviria os autores da denúncia contra Dilma Rousseff foi marcada por bate-boca entre os deputados.
Eles acabaram com os microfones cortados pelo relator: "Isso aqui, com todo respeito, não é uma Câmara de Vereadores", disse Jovair Arantes (PTB-GO), antes de chamar o jurista Miguel Reale Júnior para depor. Arantes não imaginava, porém, que a reunião encerraria com parlamentares quase protagonizando cenas de pugilato, provocando um empurra-empurra generalizado que chegou a derrubar cinegrafistas que acompanhavam a discussão.
A confusão começou após o presidente do colegiado, deputado Rogério Rosso (PSD-DF), encerrar os trabalhos da comissão sem que todos os inscritos se pronunciassem. A iniciativa, para deputados governistas, foi um "golpe" para impedir a fala daqueles que discordavam dos denunciantes da presidente da República. Petistas, entre eles o deputado Paulo Teixeira (SP), dirigiram-se a Rosso com o dedo em riste e aos berros.
Em seguida, foi a vez dos deputados Ivan Valente (PSOL-SP) e Caio Nárcio (PSDB-MG) trocarem empurrões e quase chegarem às vias de fato, enquanto concediam uma entrevista. Os dois tiveram de ser apartados pela segurança da Câmara. O deputado Henrique Fontana (PT-SP) também entrou na bagunça e deixou o plenário aos gritos de que não é "bandido". Entre os espectadores do tumulto, houve espaço até para piada: "Teve golpe. Literalmente", brincavam. (Marcela Mattos, de Brasília)
MSN

Fátima Bezerra (PT-RN) também recebeu da Lava-Jato

A campanha de Dilma Rousseff, em 2014, recebeu dinheiro de propina da Odebrecht, como revelou a Folha de São Paulo.
Ela recebeu igualmente dinheiro de propina da Andrade Gutierrez.
Na eleição passada a senadora petista Fátima Bezerra (PT-RN) recebeu somente de duas empresas cerca de R$ 500 mil reais de doação. Empresas estas investigadas na Operação Lava-Jato.
Este blogue noticiou as doações recebidas por Fátima. Naquela época destacaram-se os depósitos para sua campanha, em 2014, feitos pelas empresas Engevix Engenharia (R$ 50 mil) e Construtora Andrade Gutierrez(R$ 450 mil).
RP

Movimento vai expor em telão todos os parlamentares indecisos quanto ao impeachment

alx_img20160317161435770309_original
O Movimento Vem pra Rua vai realizar neste domingo a ação “Muro da Vergonha” em frente ao prédio da Fiesp, na avenida Paulista.
A ideia do movimento é expor num telão todos os parlamentares que ainda não apoiam o impeachment da presidente Dilma Rousseff.
A ação é uma iniciativa ligada ao “Mapa do Impeachment”, ferramenta virtual criada pelo Vem pra Rua para monitorar a posição dos parlamentares.
Radar Online


Homem preso em fórum de SP fez juíza refém e tentou incendiá-la

JUIZAREPORTAGEM EM VÍDEO AQUI
O homem preso no Fórum do Butantã, na Zona Oeste de São Paulo, nesta quarta-feira (30), após fazer uma juíza refém jogou um produto químico nela e tentou incendiá-la, informou o SPTV. Ele responde na Justiça por agressão à sua mulher e tinha uma audiência marcada com a juíza da Vara de Violência Doméstica Tatiane Moreira Lima.
O crime aconteceu por volta das 13h30. Após entrar no fórum e atear fogo na entrada do prédio, ele foi confrontado por um segurança que chegou a disparar um tiro, mas não conseguiu pará-lo. Ele correu até o gabinete da juíza, a agarrou pelo pescoço e despejou um produto químico nela. Após negociação com a polícia, ele se entregou.
Segundo técnicos da Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb) e bombeiros, o produto jogado pelo homem na magistrada era químico. No entanto, eles não souberam afirmar qual seria especificamente o material.
O homem carregava também uma mochila com artefatos suspeitos e garrafas com gasolina e querosene. Por conta do incidente, o fórum passou a tarde fechado e cercado pela polícia. O Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), da PM, foi acionado para fazer uma varredura no local e verificar a possibilidade de explosivos. Caminhões do Corpo de Bombeiros e equipes da PM também foram deslocados.
A área foi liberada por volta das 19h20, quando o Gate deixou o fórum levando uma bomba caseira que, segundo eles, não tem grande potencial explosivo. Ela estava na mochila do suspeito, deixada dentro da sala da juíza, e será analisada por peritos.
O boletim de ocorrência será registrado no 51º DP (Butantã). Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP), o suspeito foi socorrido ao Hospital Universitário e liberado do atendimento médico. Após a elaboração do Boletim de Ocorrência, ele será transferido ao 91º Distrito Policial de São Paulo, na Vila Leopoldina. A juíza foi levada ao Hospital Albert Einstein e liberada.
G1


quarta-feira, 30 de março de 2016

Para refletir...

Fazer o possível, todo mundo já está fazendo. A grande jogada é fazer aquilo que todos dizem que é impossível. 
(Paulo César)

PT vai bagunçar o trânsito de Natal nesta quinta (31)

A Polícia Rodoviária Federal informa que o trânsito no trecho da BR-101 a partir do Conjunto Mirassol será desviado para a Avenida Eng. Roberto Feire e Viaduto Ponta Negra, nesta quinta (31).
A interdição é para garantir a segurança dos manifestantes que vão se reunir pró-governo Dilma Rousseff, o PT e ao ex-presidente Lula da Silva e contra o juiz federal Sérgio Moro. Começa às 16h30, sentido zona sul centro. A PRF aconselha a motoristas a evitarem o local.
Abelhinha.com

Absurdo...

Para descontrair

Para Refletir...


O cara venceu 91 GP's. Foi 7(sete) vezes campeão mundial. Velocidade estava na "alma" , porém em um dia de lazer sua história mudou.
Hoje com 44 kg luta para "sobreviver" desde dezembro/2013.
A esposa começa a vender os bens para arcar com despesas milionárias.
Ai vem a pergunta: Quem é melhor que alguém? A vida pode tomar rumos jamais imaginados. Como em um estalar de dedos, tudo pode mudar. Não adianta dinheiro, diploma, fama, sucesso. Diante de Deus todos somos iguais.
Então pra que orgulho? Arrogância? 
Apego aos bens materiais?
Tudo que temos é o hoje. E tudo que está ao nosso alcance é ser feliz enquanto há tempo. 
Faça o bem! Seja do bem! Pois Como em um jogo de xadrez, no final Rei e Peão são guardados na caixa.


Fonte: Facebook

Deficiente retira prótese da perna após ser barrado na porta de banco em SP

Aposentado Gilberto Forti tirou a prótese e ficou de joelhos na entrada da agência da Caixa (Foto: Aparecida Forti/Arquivo pessoal)
Um deficiente físico foi barrado na entrada de uma agência bancária da Caixa Econômica na Vila Albertina, Zona Norte de São Paulo, tirou a calça, retirou a prótese metálica da perna esquerda e ficou de joelhos na entrada do banco. Ele disse ter avisado a segurança e a gerência que usava uma prótese metálica na perna esquerda. A Caixa disse que o cliente não quis esperar a porta auxiliar ser aberta e retirou a prótese. O incidente aconteceu na manhã de segunda-feira (28).
"Não gosto de escândalos, mas dessa vez foi constrangimento demais", disse Gilberto Forti, de 57 anos. "Nunca tinha passado por uma humilhação dessas. Trabalhei minha vida inteira e merecia mais dignidade." Ele teve a perna amputada há quatro anos em consequência da diabetes e foi aposentado por invalidez.
Forti disse que chegou ao banco acompanhado pela esposa. Afirmou que não é cliente da agência, mas já havia ido ao local por quatro vezes e sempre conseguiu entrar, depois de explicar sobre a prótese. Dessa vez, no entando, a entrada não foi autorizada pelo segurança e por uma gerente da agência. "Minha esposa levantou minha calça, mostrou a prótese, explicou que eu sou amputado. Mas eles disseram que não me conheciam e não iriam abrir."
Aposentado Gilberto Forti tirou a prótese e ficou de joelhos na entrada da agência da Caixa (Foto: Aparecida Forti/Arquivo pessoal)
O aposentado diz que "surtou" ao ser barrado. "Tirei as calças, tirei a prótese e fiquei de joelhos. Depois sentei e fiquei meia hora ali até a polícia chegar." A mulher dele chamou a polícia e o casal registrou boletim de ocorrência no 20º DP.
A Caixa Econômica Federal disse que o cliente recusou-se a mostrar a prótese de metal ao vigilante e, antes que a gerência pudesse abrir a porta auxiliar, conforme prevê a regra de segurança, o cliente já havia retirado a prótese. Afirmou ainda que "o cliente voltou à mesma agência nesta quarta-feira (30) e foi atendido normalmente, sem qualquer transtorno".
Leia a nota da Caixa Econômica Federal:
"A Caixa Econômica Federal esclarece que utiliza portas automáticas giratórias com detectores de metal em suas agências, de acordo com a Lei 7.102/83, que disciplina o sistema de segurança em estabelecimentos financeiros, em todo território nacional.

As portas giratórias são utilizadas por todos bancos para impedir o acesso de pessoas armadas às agências, e nunca para criar obstáculos aos usuários. O objetivo é proteger os clientes, seus empregados e patrimônio.
Com relação ao caso específico, a CAIXA esclarece que o cliente recusou-se a mostrar a prótese de metal ao vigilante e, antes que a gerência pudesse abrir a porta auxiliar, conforme prevê a regra de segurança, o cliente já havia retirado a prótese.
Hoje, 30 de março, o cliente voltou à mesma agência e foi atendido normalmente, sem qualquer transtorno."
Aposentado tenta argumentar com segurança sua condição para entrar na agência bancária (Foto: Aparecida Forti/Arquivo pessoal)

Fonte: G1

IBOPE: Governo Dilma tem aprovação de 10%; ruim ou péssimo 69% e 82% desaprovam maneira de governar

Pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira (30) mostra os seguintes percentuais de avaliação do governo da presidente Dilma Rousseff (PT):
– Ótimo/bom: 10%
– Regular: 19%
– Ruim/péssimo: 69%
– Não sabe: 1%
O levantamento do Ibope, encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), foi realizado entre os dias 17 e 20 deste mês e ouviu 2.002 pessoas, em 142 municípios. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.
Segundo a CNI, a soma dos percentuais não iguala 100% em decorrência do arredondamento.
Na última pesquisa do Ibope encomendada pela CNI, divulgada em dezembro do ano passado, 9% dos entrevistados aprovavam o governo (consideravam “ótimo” ou “bom”); 70% consideravam a gestão Dilma “ruim” ou “péssima”; e 20%, “regular”.
O nível de confiança da pesquisa, segundo a CNI, é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.
‘Maneira de governar’
A pesquisa divulgada nesta quarta também avaliou a opinião dos entrevistados sobre “a maneira de governar” da presidente: 14% aprovam; 82% desaprovam; e 3% não souberam ou não responderam.
Além disso, 18% disseram confiar na presidente, enquanto 80% afirmaram não confiar, e 2% não souberam ou não responderam.
Segundo mandato
Na comparação com o primeiro governo Dilma, 3% dos entrevistados consideram o segundo mandato dela “melhor”. Para 80%, a atual gestão é “pior” e 16% dizem ser “igual”.
Ainda de acordo com a pesquisa Ibope, 10% dos entrevistados avaliam como “ótimo/bom” as perspectivas em relação ao restante do mandato de Dilma à frente do Planalto, enquanto 68% dizem acreditar que o governo será “ruim/péssimo”. Para 18%, será “regular”.
Notícias sobre o governo
O levantamento do Ibope listou ainda as notícias sobre o governo mais lembradas pelos entrevistados. Veja as cinco mais citadas:
– “Presidente Dilma convida o ex-presidente Lula para assumir um ministério em seu governo/Lula assume ministério”: 31%
– “Notícias sobre manifestações a favor do impeachment da presidente Dilma”: 17%
– “Notícias sobre operação Lava Jato/Investigação de corrupção na Petrobras/Petrolão”: 13%
– “Notícia sobre manifestações contra o governo Dilma”: 8%
– “Notícias sobre manifestações contra a corrupção”: 8%
Conforme o levantamento divulgado nesta quarta, 9% apontam que as notícias têm sido”mais favoráveis” ao governo; 9% as consideram “nem favoráveis nem desfavoráveis”; 76%, “mais desfavoráveis”; e 5% não souberam ou não responderam.
A pesquisa também ouviu os eleitores sobre a opinião deles por área de atuação do governo. Veja os resultados:
Combate à fome e à pobreza
Aprovam: 29%
Desaprovam: 69%
Não souberam/Não responderam: 2%
Educação
Aprovam: 24%
Desaprovam: 74%
Não souberam/Não responderam: 2%
Meio Ambiente
Aprovam: 25%
Desaprovam: 68%
Não souberam/Não responderam: 7%
Saúde
Aprovam: 13%
Desaprovam: 87%
Não souberam/Não responderam: 1%
Segurança Pública
Aprovam: 14%
Desaprovam: 84%
Não souberam/Não responderam: 1%
Combate à inflação
Aprovam: 12%
Desaprovam: 86%
Não souberam/Não responderam: 3%
Combate ao desemprego
Aprovam: 12%
Desaprovam: 86%
Não souberam/Não responderam: 1%
Taxa de juros
Aprovam: 7%
Desaprovam: 90%
Não souberam/Não responderam: 3%
Impostos
Aprovam: 8%
Desaprovam: 91%
Não souberam/Não responderam: 1%
G1

O ato mais honesto de Dilma seria a renúncia

Com uma desaprovação de 69% e uma aprovação de apenas 10% do seu governo o que danado essa Dilma Roussef está pensando da vida, hein?
Mulher! Peça o “penico” e entregue a carta de renúncia que é o ato mais honesto que você fará no seu governo.
RP

Detran/RN adia pagamento do licenciamento dos veículos com placas finais 5 e 6

O Detran/RN prorrogou para os dias 11 e 12 de abril os vencimentos da taxa de licenciamento dos veículos com placas de finais 5 e 6, respectivamente. A decisão foi determinada pela portaria 309/2016 publicada nessa terça-feira (29) no Diário Oficial do Estado (DOE). O motivo da mudança foi à dificuldade do envio dos carnês para as residências dos proprietários em tempo hábil.
O valor do licenciamento não sofreu reajuste, permanecendo R$ 60, independente do ano ou categoria do enquadramento do transporte. O cliente dispõe da opção de emitir a segunda via do boleto de pagamento diretamente na página eletrônica da Detran (www.detran.rn.gov.br), digitando a placa do veículo e o número do Renavam. No local, também estão disponíveis as informações sobre as datas e guias de liquidação do IPVA e do Seguro Obrigatório.
Um ponto positivo trabalhado pelo Detran para conceder maior comunidade ao usuário e diminuir as filas no âmbito de suas unidades foi o funcionamento de um novo sistema para pagamento da Taxa de Licenciamento e IPVA. O programa possibilita ao condutor a opção de quitação das taxas tanto pelo Banco do Brasil, como já era feito, como também por outras instituições bancárias. O processo é simples, basta o usuário acessar o site do Detran, clicar no ícone “Consulta de Veículos” na página principal, e logo após, digitar a placa e o Renavam do automóvel que deseja efetivar a verificação.
Feito isso, o condutor alcança a listagem dos débitos referentes ao Licenciamento e IPVA do veículo. Em seguida, é só clicar no imposto que deseja efetuar o pagamento, e imediatamente é aberta uma nova tela com as opções de emissão de boleto bancário direcionado ao Banco do Brasil ou as demais instituições bancárias. Nesse sentido, o Detran também vem trabalhando para que nos próximos meses o sistema de escolha de boletos bancários online seja aplicado no processo de quitação de infrações de trânsito. No caso do proprietário ser correntista do Banco do Brasil, o pagamento poderá ser realizado diretamente no caixa eletrônico, sem necessidade do boleto bancário.
De acordo com o setor de Estatística do Detran, o Rio Grande do Norte conta atualmente com 221.297 veículos cadastrados com placas finais 5 e 6. O número é referente a 19,65% de toda a frota relacionada no Estado. Somente após a comprovação da quitação da taxa de licenciamento, IPVA e Seguro Obrigatório é que o proprietário recebe o CRLV em sua residência, desde que não exista ainda nenhum outro débito referente a infração de trânsito ou outros.
BBG

Os grupos de watsapp de Dilma estão acabando

ter grupo

Quem ficará com cargos do PMDB no RN?

duvida-dos-clientesApós a saída do PMDB da base governista, quem ficará com os cargos indicados no RN, principalmente pelo ex-ministro Henrique Alves? Estamos falando, por exemplo, do DNOCS, Funasa e Companhia Docas.
Na fila das indicações estão o PTN, do deputado federal Antônio Jácome, que deve indicar novo dirigente da Fundação Nacional de Saúde; o PR, do ex-deputado João Maia; o PP, comandando pelo ex-deputado Betinho Rosado, que também deve ficar com uma fatia interessante de indicações; e o PDT do prefeito Carlos Eduardo, que espera ganhar mais visibilidade nesse momento de transição.
RP

PMDB e lideres da oposição querem votar o impeachment de Dilma no dia de Tiradentes

O impeachment da presidente Dilma Rousseff será votado na Câmara dos Deputados no feriado de 21 de abril, uma quinta-feira, segundo garantem os principais líderes do PMDB e da oposição. A intenção do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), era pôr o assunto em votação no domingo 17 ou 24 de abril, com o povo na rua, mas a tendência é que seja realizado mesmo no Dia de Tiradentes. Com o povo na rua. A informação é do jornalista Claudio Humberto, do Diário do Poder.
Como restam poucos dias, haverá intensificação dos conchavos para garantir votos pró-impeachment (e pró-governo Temer) ou pró-Dilma.
A vitória do impeachment ou de Dilma passará pelo entendimento com as bancadas de 140 votos do PP, PR, PSD e PRB, o fiel da balança.
O Planalto tenta convencer PP, PR, PSD e PRB a aceitarem a “herança” de sete ministérios e 700 cargos abandonados pelo PMDB
O Planalto quer pressa na votação do impeachment, temendo as articulações, já iniciadas, com vistas a eventual governo Michel Temer.

BBG

terça-feira, 29 de março de 2016

Wesley Safadão só perde em preço de cachê para Roberto Carlos, diz Veja

safadao
Dono de hits como Camarote e Aquele 1%, o cantor Wesley Safadão cobra até 800 000 reais por espetáculo. Nesse quesito, perde hoje no Brasil apenas para Roberto Carlos (1 milhão de reais por show). O novo desafio do cantor cearense foi conquistar o público paulistano.
O Safadão tem duas apresentações consecutivas marcadas para 27 e 28 de abril, no Villa Country. “Iniciamos a venda dos ingressos no começo de março e, em poucas semanas, uma das datas já estava esgotada, algo raro de acontecer tão rápido”, conta Marco Tobal Júnior, um dos sócios do espaço na Zona Oeste.
Revista Veja

Cumprindo ordens

Obedecendo ordens!

Sergio Moro é escoltado por 12 seguranças ao participar de evento; até para ida ao banheiro

29mar2016---sergio-moro-participa-do-simposio-lava-jato-e-maos-limpas-com-a-presenca-de-ex-procurador-italiano-da-operacao-maos-limpas-piercamillo-davigo-e-o-procurador-da-republica-paulo-roberto-145927740306Foto: Alex Falcão/Futura Press/Estadão Conteúdo
O juiz titular da Operação Lava-Jato na primeira instância da Justiça Federal do Paraná, Sergio Moro, recebeu forte escolta de seguranças durante seu deslocamento à Procuradoria Regional da República da 3ª região, em São Paulo, onde participa de simpósio sobre combate à corrupção.
Moro é acompanhado por 12 agentes federais. Até para ir ao banheiro, o magistrado é acompanhado por dois agentes de segurança. Moro participa do evento “Combate à corrupção: desafios e resultados. Casos Mãos Limpas e Lava-Jato”.
Também participam do seminário o juiz italiano Piercamillo Davigo, que integrou a Operação Mãos Limpas na Itália, na década de 1990, e o procurador da República integrante da força-tarefa da Operação Lava-Jato em Curitiba, Paulo Roberto Galvão.
UOL

Tomba diz que desemprego está aumentando os índices de violência do RN


O crescente aumento  dos índices de desemprego vem contribuindo para alavancar a violência no Rio Grande do Norte. A constatação é do deputado estadual Tomba Farias (PSB), que hoje, no Plenário da Assembleia Legislativa, mostrou-se surpreso com a densidade dos números de assassinatos, revelada pelo deputado estadual Kelps Lima.
 Se é verdade que até o último domingo, 27, já foram registrados 439 assassinatos no estado, isso mostra que a propaganda governamental não bate com a realidade, comentou o deputado, enfatizado que esse número é 12,6% maior em relação ao mesmo período de 2015, quando foram registrados 390 homicídios.
 Para o parlamentar,  dentro de um cenário de crise econômica, a tendência é a violência aumentar, uma vez que o desemprego também está aumentando, com o fechamento de fábricas e de comércios varejistas. Os precários investimentos governamentais em infraestrutura urbana também contribuem para o incremento da insegurança, gerada até mesmo por falta de uma iluminação pública eficiente.
 Tomba Farias enfatiza que já passou da hora de o governo tomar medidas enérgicas para reverter a questão da insegurança pública, agravada também pelas constantes fugas do sistema penitenciário potiguar.
 A situação chegou a um ponto crítico, não há mais como tapar o sol com a peneira, ou fazer discursos  que não batem com a realidade vivenciada nas ruas, disse.
 INFORMAÇÃO PARA A IMPRENSA

Por aclamação, PMDB oficializa rompimento com governo Dilma

Temer tem de demitir todos os parasitas petistas

Michel Temer já tem um programa de governo.
Ele foi entoado na reunião de hoje pelos caciques do PMDB.
O programa é: “Fora PT”.
A primeira medida de Michel Temer tem de ser a demissão de todos parasitas petistas que ocuparam o poder público.
Se ele fizer isso, seu governo pode dar certo. Se não fizer, os parasitas petistas vão destruí-lo.
RP

Líder religioso manda uma mensagem para Lula...

Assista o vídeo e faça seus comentários:

Para Refletir...

Verdade...

Ex-comentarista político do SBT diz que foi demitido por pressão de Dilma

joseneumannepintoAtualmente comentarista político da TV Gazeta de São Paulo e da Rádio Estadão, o jornalista José Nêumanne Pinto fez uma declaração polêmica em sua conta no Twitter na noite deste domingo (27).
Questionado por uma fã que afirmava sentir falta de seus comentários nos jornais do SBT, onde tinha o quadro “Direto ao Assunto” e falava sobre a política nacional entre 2007 e 2014, Nêumanne afirmou que foi demitido da emissora de Silvio Santos por conta de pressões do Governo Federal, mais exatamente da presidente Dilma Rousseff (PT).
“Fui demitido do SBT por pressão de Dilma Rousseff. Estou muito bem no Jornal da Gazeta. Muito obrigado!”, afirmou o jornalista.
print-joseneumannepinto-sbt-27032016Não é o primeiro ex-funcionário do SBT que afirma que a emissora tem um parcialismo ao Governo Federal, por conta da diretoria de jornalismo – mais exatamente Marcelo Parada, responsável pelo setor.
Ex-apresentadora de telejornais, Cynthia Benini, há pelo menos duas semanas, concordou com algumas críticas feitas por fãs seus em relação ao posicionamento da emissora e a censura de comentários de Rachel Sheherazade no “SBT Brasil”.
Em um dos tweets, Cynthia, aos risos, disse que “a diretoria é partidária”.
cynthiabenini-print-sbtAtualmente, o SBT tem três telejornais: o “SBT Brasil”, exibido em horário nobre, o “Jornal do SBT”, exibido nos fins de noite e reprisado duas vezes entre 4h e 6h, e o recém-estreado “Primeiro Impacto”, das 6h às 8h30.
Procurada pela reportagem do NaTelinha, a Assessoria de Imprensa diz que o SBT não comenta sobre opiniões de ex colaboradores, por respeitar o sentimento de cada um, ao deixar a emissora .
UOL

PMDB entregará 7 pastas e 600 cargos no rompimento com Dilma

Num raro movimento de união partidária na história do partido, o PMDB vai aprovar na tarde desta terça-feira (29) o rompimento com o governo da presidente Dilma Rousseff. A decisão, que deve ser tomada por aclamação em convenção partidária e levará à entrega de sete ministérios e outros 600 cargos na máquina pública federal, tem por objetivo fortalecer o vice-presidente e presidente do partido, Michel Temer, beneficiário direto de um eventual impeachment de Dilma.
A iniciativa do PMDB, maior partido da Câmara e do Senado e que preside as duas Casas Legislativas, reforça também o isolamento da presidente às vésperas da votação do pedido de abertura de processo de afastamento dela pelos deputados.
Na conversa que teve em São Paulo no domingo (27), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tentou em vão dissuadir o presidente do partido de comandar um afastamento do partido em relação ao governo. Na ocasião, o vice deixou claro que o partido trabalhará pelo impeachment de Dilma.
Na eleição de 2002, o PMDB seguiu rachado na eleição de Lula — naquela disputa, o partido participou com a ex-deputada Rita Camata (ES) como vice do então candidato tucano, José Serra. Em seguida, aproximaram-se aos poucos da gestão do petista, ganhando ministérios, compuseram a chapa à reeleição de Lula em 2006 e, nas eleições de 2010 e 2014, Temer foi vice na chapa de Dilma. Atualmente, só perde para o PT em participação no governo.
Ontem, logo após uma reunião em que o vice e o presidente do Senado e um dos principais aliados da petista no Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL), fecharam um acordo do desembarque do partido, um aliado de Temer, o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, antecipou-se à decisão da convenção e pediu exoneração do cargo.
Os outros seis ministros do partido terão até o dia 12 de abril para deixar os postos. São eles: Marcelo Castro (Saúde), Celso Pansera (Ciência e Tecnologia), Eduardo Braga (Minas e Energia), Mauro Lopes (Secretaria de Aviação Civil), Kátia Abreu (Agricultura) e Helder Barbalho (Secretaria de Portos). Nos bastidores, Castro e Braga são os que mais resistiam a entregar os cargos. Kátia Abreu, por sua vez, poderia até deixar a legenda.
A decisão do PMDB de romper com o governo deve se dar por aclamação, em que não haverá o registro de voto nominal dos 119 integrantes do Diretório Nacional da legenda aptos a votar. Para não ser acusado da pecha de que patrocina uma eventual derrubada de Dilma, Temer não comparecerá ao ato partidário que será realizado em uma das comissões da Câmara, previsto para começar as 15 horas. Deverá caber ao 1º vice-presidente do partido, o senador Romero Jucá (PMDB-RR), a condução dos trabalhos.
O desembarque oficial do maior partido do Congresso da Esplanada dos Ministérios poderá levar à saída de outras legendas da base aliada de Dilma. Partidos de centro do espectro político têm sido instados a abandonar a petista e a liberar as bancadas a votarem como quiser em relação ao impeachment da presidente, mesmo tendo participação no governo: o PP (com o Ministério da Integração Nacional), o PR (com os Transportes) e o PSD (com as Cidades).
Esse grupo deve reforçar a articulação dos principais partidos de oposição em favor da queda de Dilma, uma vez que eles abandonaram uma saída para a crise política pela cassação da chapa Dilma e Temer pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com a consequente novas eleições, se ocorresse ainda este ano. A demora pela via do TSE, que não tem prazo para apreciar as ações da campanha da presidente, pesou contra.
Diante do fortalecimento de Temer, que tende a aglutinar o PMDB e atrair partidos hoje na base de Dilma, o Palácio do Planalto decidiu lançar mão de duas estratégias principais para impedir que haja pelo menos 342 votos de deputados federais no plenário a favor da abertura do processo.
A primeira é atuar no varejo dos partidos - e não em suas direções - a fim de cabalar apoios. A outra é colar a imagem de que o vice conspira com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e réu na Operação Lava Jato, para derrubá-la.
R7

“Não é o poder que corrompe o homem. O homem é que corrompe o poder”!