Um blog para você refletir...

O melhor design da região...

O melhor design da região...
Rua Senador João Câmara, 239, Centro, Santa Cruz/RN

segunda-feira, 25 de abril de 2016

A imprensa estrangeira não vê Golpe

paulada
Há uma imensa confusão rondando as redes sociais a respeito do que dizem ou não os jornais estrangeiros a respeito da crise brasileira. Tornou-se comum, por algum motivo misterioso, afirmar que lá fora há um movimento condenando o que a presidente Dilma Rousseff chama de “golpe”. Não é verdade.
Qualquer jornal ocidental divide o que publica em dois grupos. Há notícia e há opinião. Notícias são matérias (mais curtas) ou reportagens (longas, em geral com apuração de fôlego) que saem do trabalho de um ou mais repórteres que tentam relatar os fatos e como as opiniões se dividem a seu respeito. Opinião é outra coisa. Há editoriais (a opinião do jornal), colunas (pessoas que o jornal contrata para manifestar sua opinião com frequência) e artigos avulsos, para quando alguém tem uma opinião para manifestar. Por fim, ali no meio do caminho entre a notícia e a opinião, estão as análises, que sem manifestar uma preferência pessoal tentam ajudar o leitor a compreender o contexto no qual um fato se dá.
É assim que se organizam jornais brasileiros, do resto das Américas e da Europa.
Pedro Doria, medium.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

“Não é o poder que corrompe o homem. O homem é que corrompe o poder”!