Um blog para você refletir...

O melhor design da região...

O melhor design da região...
Rua Senador João Câmara, 239, Centro, Santa Cruz/RN

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Ex-parceira musical de Ximbinha, potiguar Thábata lança 1ª música solo, destaca imprensa nacional

a-cantora-potiguar-thabata-mendes-lanca-o-single-to-querendo-voltar-1462482595346_300x420thabata-mendes2Thábata Mendes lançou nesta quinta-feira (5) a faixa “Tô Querendo Voltar”, sua primeira música da carreira solo após uma breve parceria com Ximbinha na banda X-Calypso.
A cantora potiguar está investindo no estilo sertanejo pop e a faixa tem composição de Marquinhos Marraial, pernambucano que também segue trabalhando para o amigo Ximbinha.
Com a nova música, Thábata Mendes pretende iniciar uma turnê pelo país que vai levar o mesmo nome da faixa. “Tô Querendo Voltar” fala sobre uma decepção amorosa.
A faixa explora uma ligação telefônica durante a madrugada de uma mulher apaixonada, baladeira e arrependida. “Vem aqui me buscar eu prometo que agora vai ser diferente. Dá outra chance aí pra gente”, canta Thábata.
“Tô Querendo Voltar” levou três meses para ficar pronta e foi divulgada nesta quinta (5) nas redes sociais de Thábata — que conta com 350 mil seguidores somente no Facebook — uma semana depois do anúncio de sua “volta”.
Ela disponibilizou sua primeira música de trabalho gratuitamente para os fãs baixarem. Segundo seu assessor, Eduardo Pedrosa, a cantora deve sair em turnê até junho. CONFIRA AQUI
Carreira artística desde a infância
Em entrevista ao UOL em novembro do ano passado, pouco tempo depois de ser anunciada como a nova parceira musical de Ximbinha, Thábata falou sobre o início de sua carreira e destacou sua admiração por Joelma.
A potiguar de 30 anos iniciou a carreira artística no circo, aos 9 anos. Depois, tentou ser cantora de axé, sertanejo e chegou a ser cogitada como nova musa do “forró pop”. Por influência da mãe, Thábata também atuou como empresária em sua cidade natal, Mossoró (RN).
O reconhecimento nacional, no entanto, só veio depois do convite de Ximbinha para a cantora potiguar integrar a Calypso e do conturbado e surpreendente final da parceria apenas três meses depois do anúncio.
UOL


Nenhum comentário:

Postar um comentário

“Não é o poder que corrompe o homem. O homem é que corrompe o poder”!