Um blog para você refletir...

O melhor design da região...

O melhor design da região...
Rua Senador João Câmara, 239, Centro, Santa Cruz/RN

terça-feira, 7 de março de 2017

Estudantes da rede pública descobrem que erva-cidreira pode matar larvas do Aedes

Estudantes da rede pública descobrem que erva-cidreira pode matar larvas do Aedes
Duas estudantes da rede pública de ensino descobriram o extrato da erva-cidreira como larvicida para o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. Júlia Fagundes e Sandy Marques, ambas de 17 anos e estudantes do 3º ano no Colégio Estadual Rolando Laranjeira (Santa Maria da Vitória), descobriram a propriedade alternativa da Lippia alba no projeto 'A propriedade larvicida do óleo essencial da erva-cidreira brasileira'. O estudo será apresentado na 15ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), em São Paulo, entre os dias 20 e 17 de março. "Desenvolvemos uma pesquisa sobre plantas existentes em Santa Maria da Vitória, como a erva-cidreira, o manjericão e a arruda, e, através dos óleos essenciais retirados destas espécies, fizemos testes com as larvas do Aedes aegypti. Comprovando, por fim, que a folha da erva-cidreira contém propriedades larvicidas, promovendo assim meios mais naturais de combatê-las", explicou Júlia. De acordo com a pesquisa, o óleo essencial da Lippia alba é de fácil extração, o que torna a técnica barata e acessível. Para extraí-lo, as estudantes construíram um destilador simples, usando materiais reciclados: copos acrílicos para formar o condensador, mangueira de nível para transporte do óleo essencial, lâmpada para aquecer a água com o material vegetal, T de PVC para ligar a mangueira com a lâmpada, rolha de cortiça para lacrar um dos lados do T, lamparina para aquecer a solução e lata de leite. "Com este trabalho passei a ter um olhar mais apurado para as Ciências, para a pesquisa. Não esperava que iríamos tão longe, porque trabalhos do país inteiro foram observados, embora o nosso tenha abordado um problema", comemorou Sandy Marques.
BN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

“Não é o poder que corrompe o homem. O homem é que corrompe o poder”!