Um blog para você refletir...

O melhor design da região...

O melhor design da região...
Rua Senador João Câmara, 239, Centro, Santa Cruz/RN

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Usar internet pode tornar você menos religioso, diz estudo

Resultado de imagem para internet
Foto: internet
Se você usa a internet, é mais propenso a não ser afiliado a uma religião, de acordo com um estudo do departamento de sociologia da Universidade de Baylor.
Apesar de a internet ter mudado a forma como nos relacionamentos e até como pensamos, a pesquisa buscou abordar seus efeitos sobre a religião. A conclusão é que as pessoas tendem a ser menos religiosas, mas também entendem que outras religiões podem ser seguidas.
“Uma das minhas muitas descobertas nesse estudo é que o aumento no uso da internet se correlaciona com a perda da filiação religiosa, e também notei que indivíduos que passam muito tempo online são menos propensos a pensarem que há apenas uma religião correta”, o autor do estudo Paul K. McClure, da Universidade de Baylor, ao PsyPost. “Para entender essas descobertas, eu argumento que a internet encoraja um certo pensamento que faz os indivíduos sentirem que não estão vinculados a instituições ou dogmas religiosos.”
O estudo também reporta que o hábito de ver televisão também reduz a participação das pessoas em atividades religiosos. No entanto, essa atividade não foi relacionada com a redução da religiosidade.
A pesquisa avaliou dados de 2010 referentes a 1714 pessoas que residem nos Estados Unidos, que responderam a perguntas sobre uso de internet e vida religiosa. Os dados já estão antigos e McClure reconhece isso. Ele argumenta que as informações não eram tão velhas quando o levantamento foi iniciado, em 2014. Portanto, ainda são necessários mais estudos sobre o tema, especialmente, com dados mais recentes.
O estudo pode ser consultado no Journal for the Scientific Study of Religion.
Super Interessante, com Exame

Nenhum comentário:

Postar um comentário

“Não é o poder que corrompe o homem. O homem é que corrompe o poder”!