quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Remédio experimental promete acabar com o vírus da gripe em um dia

Apesar de contarmos com vacinas e medicamentos antivirais eficazes, às vezes a humanidade se depara com pandemias sazonais de vírus mutáveis, como a gripe suína ou a aviária.

Mas cientistas japoneses afirmaram que estão desenvolvendo uma espécie de remédio “universal” contra a gripe, que protege o corpo do vírus, independentemente da mutação sazonal, e mata o agente em apenas 24 horas.
Desenvolvido pela empresa farmacêutica Shionogi, de Osaka, no Japão, o medicamento funciona pela inibição de uma enzima essencial para o processo pelo qual o vírus da gripe traduz seus genes em proteínas. Ao bloquear toda a expressão destes genes virais, o remédio evita não só a disseminação de partículas de vírus replicadas como também dificulta a capacidade do vírus em entrar em nossas células, reduzindo sintomas.
De acordo com o Wall Street Journal, a reprodução do vírus na célula hospedeira foi completamente interrompida após cerca de 24 horas. Em pacientes que tomaram o medicamento Tamiflu (duas pílulas por dia durante 5 dias), esse processo continuou até 72 horas, após a primeira pílula. Os pacientes que tomaram pílulas de placebo apresentaram sinais de infecção ativa por 96 horas.
Além disso, o teste sugere que o novo medicamento causa menos efeitos colaterais que Tamiflu.
Droga chega ao Japão em maio
Segundo o Wall Street Journal, o remédio, chamado de baloxavir marboxil, pode estar disponível no mercado japonês ainda em maio deste ano. Isso porque a fase 3 de seu teste, que avaliou sua segurança e eficácia em 1.436 pacientes com gripe, foi um sucesso.
Entretanto, apesar de sua promessa, o novo medicamento ainda tem algumas limitações. O estudo excluiu pessoas com alto risco de desenvolver complicações da gripe, como a pneumonia, por exemplo, não mostrando sua eficácia nesses casos mais graves.
UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

“Não é o poder que corrompe o homem. O homem é que corrompe o poder”!