quinta-feira, 7 de junho de 2018

Homens têm menos chances de perdoar traição, diz estudo

Quando o assunto é traição, há quem jura que não tem volta e há quem consegue perdoar. Fato é que os homens estão mais propensos a fazer parte do primeiro grupo, pelo menos de acordo com um estudo realizado pela consultoria britânica Hall Brown Family Law.
A pesquisa mostrou que, enquanto eles têm mais probabilidade de seguir em frente com um relacionamento extraconjugal, também têm mais dificuldade de perdoar quando é a esposa ou namorada que “pula a cerca”.
Em outubro de 2017, o número de mulheres que pediram o divórcio em consequência de uma traição era 43% menor que há 20 anos. O dos homens, por outro lado, mostrou alta de mais de 30%.
Os resultados da pesquisa mostraram que pelo menos um terço dos processos de divórcio no Reino Unido surgem entre casais que perdoaram erros do passado, mas que não conseguiram retomar o relacionamento depois do “perdão”.
“Estamos surpresos com a capacidade de homens e mulheres ‘fecharem os olhos’ quando enfrentam uma traição, mas percebemos que a longo prazo isso desgasta o relacionamento e acaba levando à separação, mesmo que anos depois”, disse a advogada Ellen Walker, da Hall Brown Family Law, ao “The Independent”.
De acordo com a pesquisa, o principal motivo para homens e mulheres superarem os problemas do adultério e tentar seguir em frente com o relacionamento é o impacto negativo que o divórcio pode gerar nos filhos.
Universa – UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

“Não é o poder que corrompe o homem. O homem é que corrompe o poder”!