Um blog para você refletir...

O melhor design da região...

O melhor design da região...
Rua Senador João Câmara, 239, Centro, Santa Cruz/RN

domingo, 8 de julho de 2018

Desembargador que mandou soltar Lula foi filiado ao PT, nomeado ao TRF por Dilma e é crítico da Lava Jato

O desembargador Rogério Favreto, que concedeu liminar ao ex-presidente Lula, no início da tarde deste domingo (8) tem fortes ligações com o PT. Ele já foi filiado ao partido e só ocupa o cargo que tem graças à nomeação do partido.
Não para por aí. Ele foi o único dos 14 magistrados da Corte Especial do Tribunal Regional Federal da 4ª Região a votar pela abertura de processo disciplinar contra o juiz Sergio Moro, acusando o integrante da Força Tarefa da Lava Jato de ser “no mínimo negligente” e de não ser imparcial nas decisões. Ele também tem feito várias críticas à própria Lava Jato dando a entender que a operação extrapola os limites dos direitos e garantias fundamentais.
O então advogado Rogério Favreto filiou-se ao PT em 1991. Ainda na década de 90, quando Tarso Genro se elegeu prefeito de Porto Alegre, ele foi nomeado procurador-geral da prefeitura da capital gaúcha. Em 2005, Favreto ganhou um gabinete na Casa Civil do governo Lula. Em 2007, de novo convocado por Tarso Genro, Favreto assumiu o comando da Secretaria da Reforma do Judiciário do Ministério da Justiça. E ali ficou até 2010, quando deixou o cargo e o PT.
Deixou o partido para continuar por indicação do próprio PT no Judiciário. Em 2011, o advogado foi promovido a membro do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TR4) pela então presidente Dilma Rousseff.
BBG

Nenhum comentário:

Postar um comentário

“Não é o poder que corrompe o homem. O homem é que corrompe o poder”!